Área do associado Área do aluno Anuncie aqui

CBCSI se reúne e projeta ações voltadas aos associados dos Secovis

                                                         

O coordenador da CBCSI, Pedro Wähmann, destacou que os sindicatos de habitação (Secovis) devem tomar medidas para adaptação ao cenário de contribuição sindical não obrigatória

A Câmara Brasileira de Comércio e Serviços Imobiliários (CBCSI) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) realizou sua primeira reunião do ano, em 14 de março, na CNC/DF, para dar continuação aos debates sobre temas de interesse e projetar ações futuras.

O coordenador da CBCSI e presidente do Secovi-RJ, Pedro Wähmann, apontou a necessidade da tomada de medidas por parte dos sindicatos de habitação (Secovis) após o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, uma das principais fontes de receita dos sindicatos.

De acordo com Wähmann, "a parceria estratégica com as administradoras de condomínios é uma ação fundamental que devemos manter. Elas dão grande apoio à divulgação dos trabalhos e da importância dos Secovis", disse.

Outros participantes da reunião, como a presidente do Secovi-MG, Cássia Ximenes, destacaram a importância de buscar alternativas para gerar receita. "Um exemplo em Minas Gerais é o Data Secovi, uma ferramenta de pesquisa destinada aos nossos associados que gera dados sobre o mercado imobiliário de acordo com a demanda, separada por região e bairro. Essa tecnologia está dando uma nova utilidade e roupagem ao nosso sindicato", exemplificou Ximenes.


Outros destaques da reunião da CBCSI em 14/03/2018:

Conami 2019 - O coordenador Pedro Wähmann solicitou aos representantes dos Secovis que se mobilizassem desde já para a realização da próxima edição do Conami - Congresso Nacional do Mercado Imobiliário, que está previsto para acontecer em 2019. A ideia é que os membros da CBCSI definam o planejamento para a realização do Congresso na próxima reunião do grupo, em julho deste ano.

Segmento imobiliário em 2018 - Sobre as perspectivas para os próximos meses do segmento imobiliário, o coordenador de locação da CBCSI, Leandro Ibagy, observou que o quadro é cada vez mais positivo, apesar da crise política e econômica que abalou o País nos últimos anos. ?O modal aquisitivo deu lugar ao modal locatício devido às difíceis condições econômicas, mas me parece que de maneira geral está havendo uma retomada que caminha para um cenário positivo. Nós ainda temos um mercado pungente e devemos utilizar essa característica para criar um ambiente cada vez mais favorável, com taxa de juros mais adequada?.

Criptomoedas e mercado imobiliário - A reunião da CBCSI também contou com uma apresentação do ex-presidente do Secovi-MG Ariano Cavalcanti sobre a consolidação das criptomoedas como meio de transações econômicas e sua influência no ramo imobiliário. De acordo com Cavalcanti, é preciso estar atento aos efeitos dessa inovação no Brasil, pois alguns cartórios de registro de imóveis em território nacional já operam com essa ferramenta, e o Superior Tribunal de Justiça tem acatado a legalização de transações ou contratações imobiliárias por meio de moeda que não seja o real.

Fonte: Informe Câmaras n° 56 | CBCSI - Câmara Brasileira de Comércio e Serviços Imobiliários

Copyright © 2018 - SecoviMG Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por