Área do associado Área do aluno Anuncie aqui

Condomínios sustentáveis: faça a diferença


As vantagens de ser sustentável são grandes, pois, além da redução dos custos, a otimização dos recursos impacta positivamente a vida dos próprios moradores

 

A sustentabilidade faz parte, cada vez mais, do dia a dia dos condomínios. Nesse sentido, ter atitudes sustentáveis se tornou, mais do que uma preocupação dos condôminos, uma obrigação de todos os envolvidos na gestão condominial. Então, como os condomínios devem ser administrados para se tornar mais sustentáveis? Diversas ações podem ser implantadas nos edifícios, que, além de preservar o meio ambiente, geram economia dos recursos. Uma atitude muito benéfica é a instalação de hortas comunitárias.

 

Além de trazer muitos benefícios para a saúde, por disponibilizar alimentos orgânicos, a atitude gera uma economia para os condôminos. Nesse caso, como a horta comunitária pode ser usufruída por todos, as responsabilidades em cuidar dela também devem ser. A iniciativa ainda vai contribuir para a interação dos moradores do condomínio e fazer com que as crianças tenham contato direto com a terra.

 

A compostagem - que utiliza restos de alimentos para produzir adubo - é outra ação sustentável. Além de diminuir a quantidade de lixo enviado para os aterros sanitários, contribui para a redução de emissão de gases causadores do efeito estufa. Outras ações que contribuem, e muito, para a preservação do meio ambiente são a coleta seletiva do lixo e a reciclagem.

 

Motivar os condôminos a reciclarem diversos itens - entre eles, garrafas PET e de vidro, latas de alumínio, papel e papelão - é fundamental para a redução dos resíduos descartados nos aterros sanitários, lixões e lotes vagos. O primeiro passo é selecionar quais materiais serão coletados e, a partir disso, orientar os funcionários a separar os diferentes tipos de resíduos.

 

É essencial também conscientizar os condôminos sobre a importância da reciclagem. Posteriormente, o ideal é selecionar uma associação ou ONG para a destinação desses materiais e para que a coleta seja feita periodicamente. A captação da água da chuva, além de ser uma atitude sustentável, pode gerar economia nos condomínios.

 

A instalação de reservatórios que captam a água pluvial é uma excelente solução. O recurso pode ser utilizado para a lavagem das áreas externas, irrigação das plantas e vegetais no condomínio, descargas de vasos sanitários, lavagem de carros, sistemas decorativos aquáticos (tais como fontes, chafarizes, espelhos e quedas d'água) e reserva de proteção contra incêndios. Além disso, captar a água que sai de aparelhos de ar-condicionado e reutilizar a água da piscina podem contribuir para a economia do recurso natural usado no condomínio. Racionalizar o uso da água, porém, vai além da captação da chuva. Instalar torneiras eficientes nas áreas comuns e válvulas de descargas com opção de menos volume de água é fundamental para o consumo racional do recurso.

 

O paisagismo também deve ser planejado, a fim de ter reduzidas necessidades de irrigação. Outros pontos a serem destacados para tornar o condomínio mais sustentável são a instalação de sensores de presença e a substituição de lâmpadas convencionais por econômicas. A conscientização dos moradores também faz a diferença nesse sentido. É importante, inclusive dentro de casa, desligar os aparelhos eletrônicos da tomada quando não estiverem em uso, pois o modo stand-by também gera consumo de energia elétrica. Além da redução do uso de energia elétrica e economia, principalmente nas áreas comuns, o condomínio preserva os recursos naturais. Também não podemos deixar de falar dos produtos de limpeza, que, em sua maioria, poluem muito o meio ambiente. Optar por itens de baixa toxicidade e equipamentos eficientes pode contribuir para a preservação da natureza. As vantagens de ser sustentável são grandes, pois, além da redução dos custos, a otimização dos recursos impacta positivamente a vida dos próprios moradores.

 

Por isso, colocar em prática essas ações deve fazer parte do cotidiano de cada condômino. As atitudes precisam começar na própria residência, ao desligar os aparelhos das tomadas, separar os resíduos para a coleta seletiva, apagar as luzes ao sair de um ambiente e conscientizar a família a também economizar os recursos nas áreas comuns. Adotar atitudes sustentáveis faz do condomínio um lugar ainda melhor para se viver e, claro, possibilita um ambiente preservado para as futuras gerações.


Fonte: Jornal Estado de Minas - Texto escrito por Marcela Nery

Copyright © 2018 - SecoviMG Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por